Como RTX e Ray Tracing REALMENTE fazem a diferença nos jogos?

A indústria dos games é uma das que mais contribui para o avanço de novas tecnologias gráficas, impulsionando o mercado de simuladores para todas as áreas. Afinal, os jogos estão cada vez mais realistas, sendo que o nicho de títulos para PCs é o que mais se destaca por exigir maior performance do hardware. Para atender a essa demanda do mercado, novas técnicas estão surgindo a todo momento.


Na vanguarda do desenvolvimento de novas tecnologias, a NVIDIA é a empresa que há anos tem inovado para melhorar cada vez mais os gráficos. Do SLI (que faz duas placas de vídeo trabalharem em conjunto) até o G-SYNC (que elimina os cortes na tela durante o jogo), novas tendências têm tomado conta do mercado e permanecido no vocabulário dos gamers.

Mais recentemente, novos nomes surgiram e estão chamando atenção dos jogadores. Esse é o caso de tecnologias como RTX, Ray Tracing, DLSS, Broadcast, Reflex, NVENC e outros. Mas como essas tendências lançadas pela NVIDIA têm ajudado a melhorar a experiência dos jogadores?


Neste artigo, vamos explicar o funcionamento de algumas das mais recentes tecnologias da NVIDIA para o mercado de jogos.

Ray Tracing

Muito comentado recentemente, o Ray Tracing é uma técnica conhecida e usada no cinema, especialmente na renderização que não acontece em tempo real. Nessa tecnologia, a cor dos pixels é calculada com base no trajeto que a luz faria no mundo real.


Nos games, por exemplo, o Ray Tracing geralmente é utilizado em cutscenes ou intervalos de gameplay em que o jogador não pode interagir diretamente. Também é usado em filmes, o que geralmente é referido como CGI (computer generated imagery).


Entretanto, a plataforma RTX habilita essa técnica na renderização em tempo real, proporcionando realismo gráfico para jogos em um nível nunca visto. Isso é um avanço em relação ao que era feito no cinema, que utilizava a técnica, porém não em tempo real e ainda precisava de diversos computadores trabalhando juntos. Já o gamer precisa que tudo funcione em tempo real, em apenas um computador e com bastante performance.


Hoje, diversos títulos e os grandes lançamentos já suportam essa tecnologia, como Cyberpunk 2077, Minecraft, Battlefield 2042, Marvel's Guardians of the Galaxy, Control e outros.


DLSS

O NVIDIA DLSS (Deep Learning Super Sampling) é uma tecnologia de renderização que utiliza inteligência artificial para aumentar o desempenho gráfico das aplicações. A técnica é exclusiva da família GeForce RTX e aproveita o poder de uma rede neural de aprendizado computacional para aumentar a taxa de FPS nos games e gerar imagens mais nítidas.


O “motor” da tecnologia DLSS são os chamados Tensor Cores, os processadores utilizados nessa renderização por IA. Já há diversos títulos que são compatíveis com essa técnica e, em alguns deles, o ganho de desempenho (em FPS) pode ser de mais de 100%.


O DLSS permite que o jogo rode em uma resolução inferior e utiliza a inteligência artificial para aumentar a qualidade da imagem. Assim, o gamer recebeimagens mais nítidas usando menos processamento bruto da GPU

Reflex

Essa tecnologia foi criada para oferecer uma vantagem competitiva para os jogadores. Com o objetivo de diminuir a latência total do sistema – o chamado input lag –, o NVIDIA Reflex muda a forma como os comandos são interpretados dentro de um jogo, fazendo com que eles sejam interpretados (e exibidos) mais rápidos do que normalmente seriam.


O NVIDIA Reflex, embora tenha sido lançado com a série RTX 30, está disponível a partir da família GTX 900. Como a tecnologia precisa ser integrada ao game, a empresa tem trabalhado de perto com as desenvolvedoras para oferecer essa técnica, que já está presente em títulos como Valorant, Fortnite, Apex Legends, Destiny 2, COD:Warzone e outros.

NVIDIA Broadcast


Criado para oferecer uma experiência única para streamers de diferentes nichos e gamers que transmitem ao vivo, esse programa utiliza as tecnologias NVIDIA para oferecer uma série de “truques”. Através de sistemas de inteligência artificial, o software disponibiliza efeitos de áudio e vídeo inacreditáveis, reduzindo ruídos, customizando ou eliminando o plano de fundo e muito mais. Para quem produz podcasts, o Broadcast pode ser um ótimo parceiro.

NVENC

O NVENC (ou NVIDIA Encoder) é um hardware encoder, uma seção separada da GPU para codificar os vídeos transmitidos, aliviando a sobrecarga da CPU. Isso acaba liberando o sistema para rodar os games de forma mais fluida, fazendo com que tanto o jogo quanto a transmissão tenham uma melhor qualidade.



E você, já conhecia todas essas tecnologias? Qual delas você utiliza para melhorar o desempenho de seus jogos e outras aplicações? Conheça as soluções da NVIDIA e dê um boost na sua performance.


Fonte: NVIDEA